Últimos artigos

Como os cursos à distância (ead) pela internet têm mudado o empreendedorismo convencional

A taxa de empreendedorismo no Brasil é a maior dos últimos 14 anos. De acordo com uma pesquisa feita pelo Global Entrepreneurship Monitor (GEM), quatro em cada dez brasileiros estiveram envolvidos na criação de uma empresa só no ano passado.

Muita coisa né?

Mas nem tudo são flores. Uma outra pesquisa feita pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) indicou que mais de 20% destes novos empreendimentos acabam encerrando suas atividades antes de completarem dois anos de vida. Isso porque muitas vezes os empreendedores não têm a orientação necessária para tocar o negócio e/ou passam por dificuldades relacionadas à área de atuação.

Por isso e para isso, muitas empresas têm buscado na capacitação uma forma de manter a sustentabilidade do negócio e a sobrevivência do empreendimento. Neste cenário enxergamos oportunidades de profissionalização de micro e pequenos empresários com o uso da metodologia da educação a distância (EAD), aliada aos recursos da tecnologia da informação online. Isso tem mudado a forma como enxergamos o empreendedorismo tradicional do ponto de vista educacional.

Diversas instituições de ensino renomadas oferecem cursos e aulas abertas disponíveis para download ou streaming. Muitas delas, ofertam uma variedade de conteúdo totalmente ou parcialmente de graça. Várias áreas de conhecimento são comtempladas e, para quem busca fugir de estatísticas nada animadoras, esses cursos podem interferir diretamente na rota em busca do sucesso.

Sabia que 80% dos cursos a distância incidem direta ou indiretamente na formação de profissionais? Isso é o que diz a Associação Brasileira de Educação a Distância a Educação (Abed). Já os dados do Ministério da Educação (MEC) referentes à credibilidade da EAD em 2010 apontam que um a cada cinco novos alunos que pretendem fazer um curso de graduação prefere a modalidade a distância.

Vamos mostrar neste artigo o porquê essa modalidade tem transformado o empreendedorismo que conhecemos até pouco tempo, tanto pelo lado de quem ensina como pelo lado de quem é ensinado. Quais as principais mudanças no comportamento de alunos e instituições? E as principais vantagens desta modalidade? E por fim, como os cursos à distância pela internet têm mudado o empreendedorismo convencional?

Fato é que os empreendedores estão espalhados em todos os lugares, muitos atuando longe dos grandes centros urbanos, em locais onde as possibilidades de capacitação (infelizmente) são menores.  Com a adesão à modalidade de EAD, ele ou ela pode estudar na comodidade de sua casa ou escritório, através da internet e/ou indo até um polo de apoio presencial mais próximo para complementar a aprendizagem.

Também vamos discutir uma questão intrigante: será que o aprendizado online irá substituir a sala de aula?

A educação a distância é só um dos primeiros passos de uma revolução que vai mudar o futuro da sala de aula, da educação, do trabalho, e da vida das pessoas. Grandes e renomadas instituições de ensino no Brasil e no exterior já estão cientes de que é preciso se adaptar em direção ao ensino a distância, afinal, é uma tendência que não pode ser ignorada.

28_cursos_ead4

Duelo entre tradição e inovação

Desde o advento da internet, a forma de interação entre as pessoas mudou radicalmente. Transações bancárias, compras de produtos, aquisição de serviços e até o ato de conhecer novos amigos são ações que passaram a ser executadas de uma forma não presencial. No entanto, nem por isso os bancos deixaram de existir, muito menos os shoppings ou a apresentação face a face entre pessoas.

A educação caminha para um ambiente de transformação intensa em relação a distância, mas nem por isso a modalidade presencial irá cessar totalmente.

Assim como algumas pessoas preferem o livro impresso ao livro digital (e-book), existirão ainda estudantes que preferem ir até uma sala de aula na universidade do que de uma sala de aula virtual.

Muitos estudiosos no tema acreditam na junção de dois modelos: presencial e online, que muitas instituições já executam em alguns cursos e têm se mostrado vantajoso.

As vantagens do sistema de comunicação online e a distância

Fato é que toda essa mudança na forma de ensinar traz muitos benefícios aos estudantes, e torna o aprendizado muito mais confortável e dinâmico.

Para o estudante, a conveniência de poder estudar no seu tempo, respeitando o seu ritmo, é um dos pontos mais atrativos. A customização é outra vantagem: a escolha do “que, onde, como, por que, quando e quanto” estudar fica a cargo do(a) aluno(a), que nem sempre está em busca de um diploma. No ensino a distância, muitos estudantes estão atrás de um conhecimento específico, em busca de apoio para exercer alguma função dentro do trabalho ou adquirir uma nova competência que irá auxiliá-lo(a) no futuro. Até novos idiomas estão inclusos nesta modalidade de ensino, fundamental para entrada e sobrevivência em algumas empresas.

A flexibilidade do ensino a distância permite que a grande maioria dos estudantes consiga conciliar trabalho e estudos dentro da rotina. De fato, com um curso EAD fica tudo mais fácil. O material didático e as vídeo-aulas ficam disponíveis todo o tempo e podem ser acessados a qualquer hora do dia ou da noite. Os tutores e professores ficam à disposição para tirar dúvidas por e-mail ou chats, e existem plataformas de interação com outros estudantes na mesma situação de aprendizado que você – o networking também é possível.

Por não precisar se deslocar todos os dias até a faculdade, o aluno ainda economiza tempo e dinheiro com transporte, e estando em casa, consegue economizar ainda no preparo de refeições – assim como acontece com quem trabalha em home-office.

Para o desenvolvimento do ensino a distância, é mais produtivo a diversidade de inscritos do que necessariamente um diploma. A essência do aprendizado online é outro, bastante diferente do que hoje vemos nas salas de aula. Mais do que obter um certificado de conclusão, interessa saber se os alunos foram mais longe do que esperavam e se o aprendizado superou as expectativas.

Mesmo assim, o diploma ou certificado de conclusão que são emitidos por um curso superior a distância valem tanto quanto o de um curso presencial, se a instituição tiver uma autorização e reconhecimento do Ministério da Educação (MEC). A informação sobre modalidade – presencial ou a distância – geralmente nem constam no documento. Com ele em mãos e o conhecimento na cabeça, os alunos que se formam no EAD podem usar a qualificação para assumir uma vaga que exija mais preparo, participar de concursos públicos de nível superior ou fazer uma pós-graduação.

No ensino a distância é possível encontrar cursos em diferentes áreas do conhecimento, e nas modalidades bacharelado, licenciatura e de formação tecnológica. Dá para fazer ainda pós-graduação e especializações pela internet. Essa variedade de cursos adaptados ao sistema é grande e tem aumentado a cada ano.

O sistema de EAD tem funcionado como uma preparação para o mercado de trabalho: muitos empregadores têm preferido candidatos familiarizados com a aprendizagem online porque ela é a base de muitos treinamentos internos. Isso porque as competências desenvolvidas pela modalidade vão ao encontro das necessidades do mercado de trabalho atual, como fluência digital, planejamento, administração do tempo, comunicação, autonomia e até mesmo lidar com feedbacks. Todas essas características são utilizadas também como critério de desempate em um processo seletivo.

Exigências e preferências do sistema ead

Certo é que, na hora de escolher e se inscrever em um curso a distância, a preferência deve ser por instituições reconhecidas no mercado e professores qualificados, principalmente quando o curso é gratuito. Nesse último caso, a confiabilidade se dá pela instituição e o currículo dos autores.

Mas de uma forma geral, o empreendedor deve pesquisar se a instituição de ensino e os autores do material têm tradição no tema oferecido.

Como exigência tecnológica, deve-se ficar atento à configuração mínima de seu computador para fazer as aulas. Um computador com processador lento provavelmente te fará passar maus bocados, não é mesmo?

O empreendedor precisa ainda ter determinação e estipular metas para aproveitar melhor um curso nesta modalidade. As aulas podem ser feitas em intervalos curtos durante a semana, ou durante um período maior aos finais de semana, mas isso pode variar. Cada aluno deve encontrar o melhor horário para se dedicar ao aprendizado.

É um sistema flexível: a pessoa pode seguir o ritmo imposto por ela mesma. Não é porque as aulas podem ser realizadas a qualquer momento que os cursos online não devem ser levados a sério. A disciplina precisa ser a mesma ou até maior.

Por que as instituições têm mudado?

Além de todas essas vantagens que o estudante leva na modalidade EAD e online, há uma série de outros motivos que levam instituições de ensino a migrarem para a plataforma online. Às vezes isso acontece de forma completa, outras gradativa.

Ao dispensar as salas de aulas convencionais, feitas de tijolo e concreto, o conhecimento ganha uma dimensão maior. A instituição de ensino economiza materiais impressos, aluguel de espaços, estrutura de mobília, manutenção de equipamentos, segurança, limpeza, e consegue operar com menos recursos, por exemplo. Há ainda a questão da acessibilidade: pela internet a universidade atinge mais pessoas, inclusive aquelas que não têm condições de pagar pelo “pacote” que uma faculdade ou universidade presencial oferece. Com o corte de custos que mencionamos, a instituição pode oferecer cursos com valores mais acessíveis, e aumentar o número de inscritos.

Por consequência da economia que o aluno faz, isso acaba diminuindo a possibilidade de inadimplência e evasão, problemas constantes que preocupam gestores de instituições de ensino de todo o Brasil. Muita gente começa um curso e acaba desistindo no meio do caminho. Você mesmo(a) já deve ter começado algum curso na vida e parou por algum motivo, seja pela não identificação com a escolha, por não ter tempo ou por não conseguir honrar com os custos como tinha imaginado.

Outro fato relevante para essa mudança e crescimento é a aceitação da sociedade, do mercado de trabalho e o reconhecimento de grandes instituições de ensino do país, que inclusive, utilizam o EAD em cursos de graduação. São exemplos: UnB, USP, Ibmec, UNESP, Estácio de Sá, Unopar, Anhanguera, UEMG, UFSM, UFMA, e até mesmo instituições fora do Brasil, como as universidades americanas de elite Yale, Harvard e Princeton. E olha só: nos EUA, 86,5% das instituições de ensino superior têm pelo menos uma oferta de curso on-line!

Essa aprovação e reconhecimento só tende a crescer no Brasil, com cada vez mais escolas e universidades aderindo ao EAD e possibilitando um ensino a distância eficiente e de qualidade.

Com o aprimoramento constante de hardware e software, essas novas modalidades de ensino têm se tornado ainda mais acessíveis para um grande número de alunos. Sob o ponto de vista do empreendedorismo, essas instituições conseguem diminuir custos e aumentar a cartela de clientes com a adesão/adaptação de suas plataformas.

7 cursos ead gratuitos para empreendedores

Entra ano, sai ano, e profissionais e empreendedores passam por aquele momento de reflexão sobre o que estão fazendo e como podem avançar. Mas e quando os objetivos não cabem no bolso?

Já não bastasse as facilidades, existem muitas opções de cursos sem custo algum para o aluno. Na área de empreendedorismo, na qual você está ligado(a), existem opções de cursos relacionados à área de finanças, investimentos, planejamento estratégico, gestão de pessoas e marketing, entre outros.

Todas essas opções servem para quem busca orientações na hora de empreender, e precisa de uma carga horária condizente com a sua realidade.

Vamos mostrar 7 opções gratuitas em português.

1 – Endeavor – Essa é uma organização global e sem fins lucrativos para empreendedores, que oferece uma infinidade de disciplinas que podem ser assistidas gratuitamente pelo site da entidade. Há cursos que ensinam como construir a empresa certa para os clientes certos, como tornar seu negócio escalável e inovador, mostra os primeiros passos para montar seu negócio, ferramentas práticas de inovação, gestão de pessoas, e por aí vai.

2 – Universidade de São Paulo (USP) -  Por meio da plataforma de ensino Veduca, a USP oferece cursos a distância com assuntos relacionados ao empreendedorismo. Há cursos de gestão de projetos, gestão do desenvolvimento de produtos e serviços, engenharia econômica, fundamentos de administração, entre outros. Para acessar o conteúdo, basta clicar no link relativo ao curso e botar para quebrar. Os vídeos têm acesso livre e nem é necessário fazer cadastro.

3 – Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) – A ESPM oferece alguns cursos à distância gratuitos para aqueles que pretendem adotar uma atitude empreendedora em seu próprio negócio ou até mesmo na uma empresa onde trabalha. Há cursos de empreendedorismo, liderança de equipes, blackboard, atendimento ao cliente, e técnicas em vendas. Cada curso possui uma carga horária específica.

4 – Fundação Getúlio Vargas (FVG) – No site da instituição, o empreendedor pode escolher o curso de seu interesse e efetuar a matrícula. Há cursos nas áreas de gestão financeira, gestão de projetos, gestão de pessoas, sustentabilidade, direito, comunicação, gestão de marketing, entre outros. O bom é que não é preciso esperar formação de turma. A FGV não fornece certificado de conclusão, mas emite um comprovante de participação nas aulas. A duração do curso vai de 2 horinhas até 30 horas no total.

5 – Escola do Empreendedor Paulista – O Banco do Povo oferece por meio do Acessa SP uma cartela de 10 cursos online de empreendedorismo para quem quer começar um novo negócio ou melhorar o currículo. As aulas são gratuitas e podem ser feitas através do site da Escola do Empreendedor Paulista. Para iniciar as aulas é preciso fazer um rápido cadastro no site.

São cursos de atendimento ao cliente, lei da oferta e da procura, estratégias de marketing, formalização, formação de preço, gestão financeira, entre outros. O melhor: há certificado de conclusão.

6 – Sistema Findes (Senai e Sesi) – Através deste portal, o aluno tem à disposição uma série de cursos oferecidos pelo Sesi e Senai sobre os mais variados temas, desde educação ambiental, empreendedorismo, legislação trabalhista, segurança do trabalho, noções de TI e comunicação e até propriedade intelectual. Tudo bem simples: basta realizar o cadastro no site.

7 – Sebrae – No portal do Sebrae, você pode filtrar os cursos oferecidos por dois grupos: “quero abrir uma empresa” ou “já tenho uma empresa”. Assim fica mais fácil definir quais cursos têm mais a ver com o seu objetivo. Há opções que abordam a qualidade do atendimento, gestão, planejamento financeiro, MEI, como vender mais e melhor, visão estratégica, e uma infinidade de opções.

5 cursos pagos para empreendedores

Mas se você deseja adquirir e aperfeiçoar conhecimentos em áreas específicas, uma opção é procurar por cursos online pagos. Apesar de não oferecerem o benefício da gratuidade, muitos destes cursos têm informações mais aprofundadas de determinadas áreas do conhecimento e podem ser mais úteis a depender do seu objetivo.

Como vantagem, os estudantes contam com alguns outros benefícios, como conteúdos complementares, exercícios de fixação e revisão de conteúdo personalizado. As instituições que cobram pelo serviço geralmente contam com um time de professores e elaboradores de conteúdo com vastos currículos, e com expertise em criar e desenvolver conteúdos bastante dinâmicos e intuitivos.

Os preços dos cursos variam entre 60 e 300 reais mensais, com facilidades na hora de pagar.

1 – iPED – As matrículas para os cursos oferecidos pelo Instituto Politécnico de Ensino a Distância (iPED) podem ser feitas pelo site e também não é necessário esperar o fechamento de turmas. Para ter acesso ao auxílio de professores e grupos de estudos, o empreendedor precisa pagar taxas que variam de acordo com a quantidade de serviços solicitados. Alguns cursos podem ser visualizados a primeira vez de forma gratuita, assim que são lançados, ou com algumas restrições. Há opções para cursos referentes aos assuntos: atendimento ao cliente, atendimento web e redes sociais, comunicação assertiva, administração de pequenas empresas, administração de tempo, entre outros.

2 – Edx – A Edx é o caminho para você que sempre quis fazer um curso em uma grande faculdade internacional, mas nunca teve oportunidade. A plataforma online disponibiliza cursos, totalmente em inglês ou espanhol sobre negócios, artes, ciências sociais e outros temas. Alguns exemplos: fundamentos de negócios e gestão, reputação, gestão para resultados, entre outros. Todos os cursos oferecem uma declaração de participação e, em alguns casos, você ganha até mesmo um certificado do curso.

3 – Escola São Paulo – A Escola São Paulo é uma instituição para formação nos setores da economia criativa, que oferece capacitação para quem quer atuar, gerir ou empreender. Com uma metodologia personalizada, os cursos abordam temas atuais e relevantes no mercado e relacionados à estratégia, como técnicas de negociação, gestão de redes sociais e liderança criativa.

4 – Descola – Essa é uma escola que aposta na aprendizagem dinâmica e no uso de metodologias diferentes das convencionais. Em cada curso, o aluno tem acesso a vídeo-aulas e materiais de apoio com textos e informações complementares. O curso de empreendedorismo tem 3 segmentos: primeiro um curso inspirador com 3 empreendedores dando dicas para quem está começando, o segundo aborda a metodologia “Fail fast”, onde é adotada a mentalidade de falhar o mais rápido possível para validar ou invalidar suas hipóteses. E por fim, há um curso dedicado a uma das mais importantes ferramentas dos empreendedores, o Business Model Canvas.

5 – Coursera – Para finalizar, o Coursera é uma plataforma de ensino que realiza parcerias com as melhores universidades e instituições de ensino ao redor do mundo. Parte dos conteúdos é paga, mas você pode acionar a opção de ser apenas ouvinte em algumas aulas, como acontece no curso “Introdução à Administração da Produção“. No catálogo, há ainda cursos em português e espanhol que falam sobre o empreendedorismo e as competências do empreendedor, negociações de sucesso, marketing analítico e capitalismo consciente, por exemplo.

28_cursos_ead1

Uma dica

Para quem quiser mais informações sobre a modalidade de ensino a distância, existe um portal que reúne tudo o que você precisa saber. Dá para encontrar a listagem de faculdades que oferecem a modalidade, testes para identificar se você tem o perfil para estudar a distância, e muitas dicas e orientações.

E ai, o que achou? Viu como os cursos à distância pela internet têm mudado o empreendedorismo convencional? Está pensando em fazer um curso na modalidade à distância e online? Já passou por essa experiência? Não esqueça de compartilhar suas ideais e opiniões através dos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>