Últimos artigos

Por que é importante saber Administração

A empresa é resultado de uma idealização do empreendedor, é a realização, em grande medida, de um sonho; é a concretização no plano real do que na sua cabeça um dia contemplou. Mas após criada, a paixão por mantê-la viva e lucrativa passa a ser o motor de suas atividades, mas nunca critério de decisão: a empresa existe para suprir as necessidades do seu público, os clientes. Sua atividade encontra-se na finalidade de atendê-lo pois, pela escolha a que fazem diariamente dos serviços ou produtos, permitem, em parcela ainda que reduzida, a sua perpetuação no mercado. Se a paixão é o que motiva, a administração é o instrumento racional cujo qual permite o empresário ditar os rumos da sua organização.



A selva de pedra que esconde por trás o resultado do esforço colaborativo: as organizações.

A selva de pedra que esconde por trás o resultado do esforço colaborativo: as organizações.

Não tão raro, cada um de nós fazemos diariamente avaliações que envolvem, no mínimo, o serviço ou produto de alguma empresa – pública ou privada – na sociedade.  Comentários como esses costumam ser ouvidos:

“Ah, não consumo produtos daquela empresa porque colocam o aditivo X na comida”

“Que péssimo atendimento tive nesse restaurante!”

“Fui naquele estádio e o achei bastante limpo e organizado”

“Pedi a entrega da pizza para 15:30, mas só chegou uma hora depois”

O que esses comentários revelam? É simples, eles destacam características boas ou ruins do serviço ou produto consumido. Tais características revelam, por trás de todo um processo, uma administração que falhou ou acertou em algum item. Deste ponto de vista, a administração é um um centro de decisões que planeja, organiza, dirige e controla as atividades da empresa, de maneira que entregue o produto ou serviço de acordo com o solicitado. A administração, neste caso, são as pessoas numa tomada de ação racional em torno de um objetivo.

Dentro do contexto dos comentários elaborados acima é comum observar que eles, os clientes, por revelarem uma falha ou êxito, também indicam, baseados na utilização daquele serviço, se retornarão a consumi-lo e, por tabela, acabando comunicando isso aos seus colegas, amigos e familiares sempre que consultados. Nesse sentido, a administração existe para servi-lo: são as pessoas, que na organização trabalham, as responsáveis por deslocar todo o esforço para eles, o usuário do serviço.

Tem um quê de diferença: se o comentário “pedi a entrega da pizza para 15:30, mas só chegou uma hora depois” revela uma falha no processo, a administração se concentra na estrutura para solucioná-lo, por outro lado, como na frase “que péssimo atendimento tive nesse restaurante!”, escancara-se uma percepção do cliente, o foco se redireciona para a opinião dele, fazendo então questão de ouvi-lo para alinhar a prestação do serviço a uma percepção adequada que o cliente possa ter: é a readequação das atividades à percepção do usuário insatisfeito.


A administração: conceito e habilidade

O mundo em seu complexo encontro de produtos e serviços só progride porque, em grande parte, dos recursos limitados que existem, está lá a disciplina da Administração para reger o seu uso adequado e racional. Não é apenas o trabalho duro: é o suor gastado com inteligência. A startup está com falhas? O que fazer? Valer-se da administração para corrigí-las é uma excelente opção. O sistema de transporte é ruim? Que outra matéria melhor que a administração para usar os subsídios tecnológicos que possam solucionar o problema? A sua importância pode ser justificada na frase de Liz Wetzel: “descobrir o que o consumidor quer, é fácil. Fazer algo em relação a isso, é que já não é assim tão simples”.



Administração: do campo a cidade

Administração: do campo à cidade

Fica claro, por agora, que administração envolve pessoas, objetivos e relações. Se da relação das pessoas em torno de um objetivo que surge a Organização como entidade que visa diminuir o caos e fornecer algo de valor, a Administração é o processo, a arte, a atividade e a ciência de atingir os objetivos através do uso dos recursos materiais e das pessoas utilizando-se das suas funções de planejar, organizar e dirigir e das ações tomadas para motivar os funcionários e satisfazer os clientes. É a arte de fazer as coisas ficarem prontas.

Entenda: o administrador educado na ciência de sua formação não é um mero agente de execução de tarefas, mas sim um indivíduo capaz de resolver os mais variados problemas dentro de uma organização. Quando ele é suficientemente habilitado para lidar com a complexidade, as resoluções dos problemas requerem dele itens as quais ele foi educado a exercer profissionalmente: pensar, decidir, elaborar cenários, estratégias, conceitos e teorias. Portanto, administração não é uma disciplina mecânica, é flexível.

Três são as habilidades para a Administração:

- Habilidade técnica, da qual se faz valer de métodos, tarefas específicas e conhecimento específico na execução de uma atividade ou construção de algo;

- Habilidade humana, expressa na capacidade de trabalhar e saber lidar com pessoas;

- Habilidade conceitual, cuja mesma reside em compreender as complexidades das organizações, da adequação de técnicas e pessoas em determinada função, de formular estratégias e estabelecer visões que dirijam a empresa ao sucesso.

Saber administração é importante porque somente ela é capaz de reunir as habilidades e coordenar o esforço colaborativo das pessoas em torno de um objetivo. É crucial aprendê-la pois ela própria não contempla por si só a resposta de tudo e, portanto, acaba fazendo-se valer das outras ciências que melhor estudam outros fenômenos para coordenar as observações técnicas em torno de um resultado capaz de gerar valor.


Administrador formado pela Universidade Católica do Salvador com uma missão: popularizar o verdadeiro conhecimento em Administração e sua real relevância para uma vida com mais qualidade para se viver em sociedade e individualmente. Escreve no Blog http://www.tutusadministratus.com/

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>