Últimos artigos

Planejamento de Carreira: Entenda como funciona

O termo “Planejamento de Carreira”, que assombra a maioria dos profissionais brasileiros (e mundiais), nada mais é do que o profissional ter um “plano de negócios“ da sua vida profissional. O curioso é que, apesar do grande entendimento da importância de se planejar a carreira, poucos o fazem efetivamente. E é ainda mais curioso o fato de muitos profissionais dominarem o assunto plano de negócios, porém não conseguem descrever duas linhas para falar de algo tão mais importante na vida dele, que é o desenvolvimento de sua própria carreira.

Existem alguns fatores que fazem com que o profissional não saiba planejar a sua carreira de maneira mais produtiva e eficiente e serão citados alguns deles. Porem para não ser apenas o mensageiro das notícias ruins, cito também alguns caminhos a serem seguidos para você poder ter mais sucesso neste tema.

Planejamento de Carreira: O inicio

Usando inicialmente um exemplo que acontece comigo corriqueiramente e que ilustra bem a falta de conhecimento em se planejar carreira é que semanalmente muitas pessoas me pedem ajuda para se recolocar, ou seja, conseguir um novo emprego. O que acontece na maioria dos casos é que as pessoas acham que irão me enviar seu CV, que eu vou ajustar este currículo e enviar para os meus contatos, pelo fato de ter muito conhecimento no mercado. E pronto, acham que o trabalho acabou e que agora vão ficar esperando a oportunidade chegar.

Porém, não funciona assim. Tanto com uma pessoa bem próxima a mim ou uma pessoa com menos contato, o caminho é o mesmo. O que quero dizer é que este trabalho é do candidato e que somente ele tem que realizar estes ajustes, sobre o qual eu apenas darei os caminhos. E o mais importante é fazer com que a pessoa aponte seu pensamento não apenas na sua recolocação imediata, mas de fato saber aproveitar este momento para aprender a planejar sua carreira de maneira eficiente e que ele possa trabalhar onde desejar em qualquer momento de sua carreira.

O fato é que o medo que o desemprego causa nas pessoas as deixa inertes. Os que estão trabalhando nem querem pensar nisto, da mesma  maneira que, segundo pesquisa, o medo do desemprego está na mesma proporção das pessoas que tem medo da morte. Preferem deixar para pensar depois. E aquelas que de fato estão desempregadas e precisam se recolocar tem tanta vergonha da situação em que se encontram que a única coisa que elas pensam é “em se livrar deste problema“. E assim que conseguem um novo emprego não querem mais pensar nisto esquecendo profundamente que em breve pode precisar desta recolocação novamente.

Planejamento de Carreira

Qual caminho eu devo seguir?

Elas esquecem que a quase totalidade das pessoas já foram demitidas alguma vez, pois ser demitido não significa necessariamente não ser bom profissionalmente. Vamos aos exemplos: se duas empresas se fundem, vai sobrar uma vaga em tese para cada função, então, naturalmente, quem compra fica e a empresa que é comprada, em via de regra, tem seus funcionários desligados. O que isto tem a ver com não ser competente ? Da mesma maneira, quando a empresa precisa ser reestruturada por questões financeiras ou decisão da matriz (no caso de uma multinacional) e tem que desligar pessoas, muitas vezes cruciais para a operação. O que isto também tem a ver com não ser um bom profissional ? E mesmo nos casos extremos onde o empregador fala para o profissional que ele não tem o perfil da empresa, não significa que ele não tenha competências, mas sim que talvez as competências dele possam ser mais bem usadas em outro tipo de empresa.

Planejamento de Carreira: Planejar Competências

Enfim, planejar a carreira é justamente criar um planejamento sobre você e suas competências de modo que você saiba onde suas competências são necessárias e com isto o desemprego não mais ocorra, e que se ocorrer, você tem caminhos a seguir para se recolocar muito rapidamente. E por fim que você tenha a grande oportunidade de sempre trabalhar na empresa em que deseja e que te faz feliz.

Então em breves palavras – já que não tenho a pretensão de, em apenas um único artigo, ensinar profundamente sobre o tema -, Planejar a Carreira é :

1-  Se conhecer profissionalmente, ou seja, o que você faz bem profissionalmente;

2-  Definir que tipo de empresas precisam de profissionais com estas competências (hoje com a web é fácil coletar estas informações);

3- Escolher dentre estas empresas quais efetivamente você teria prazer em trabalhar (às vezes um profissional bom em distribuição de produtos pode ser útil para uma industria de cigarro mas por motivos pessoais pode não querer trabalhar neste segmento);

4- Das empresas escolhidas, conhecer quem são seus “possíveis chefes“, fazer um trabalho de prospecção para conhecer estas pessoas (desde um email a um contato via mídia social) e deixar estas pessoas cientes daquilo que você é bom profissionalmente para que elas assim que precisarem lançarem mão de você.

E repare que este Planejamento funciona tanto para um resultado em curto prazo quanto em longo prazo, pois a premissa básica é que ao estabelecer contato com estas pessoas você mantenha esta prática ao longo do tempo criando novos relacionamentos.

É bem lógico, mas requer trabalho. Por isto, ao me pedirem ajuda eu pergunto: vai se dedicar? Pois dou o caminho, mas quem vai construir ele é você. E, na minha experiência, muitas pessoas que me procuram com esta finalidade mas não querem ter trabalho, desistem e abandonam pelo caminho. Infelizmente, a carreira delas acaba seguindo o mesmo destino.

E para finalizar, alguns podem estar pensando: “e se eu decidir mudar de área de atuação, segmento, etc.?”; É muito simples, basta definir claramente o novo caminho e seguir os mesmos passos. E aqueles que ainda não decidiram o que querem, recomendo um trabalho de orientação de carreira, mas isto é assunto para outro artigo.

Somos uma Escola de Negócios pensada e preparada para desenvolver os profissionais em novas áreas ou ampliar o conhecimento dentro da que atua. Fazemos isso através de cursos de Formação Executiva de curta duração (48h e 12h) e de MBAs em todas as áreas do Negócio: Marketing, Finanças, TI, RH, Logística, Varejo, Gestão de Negócios, Vendas, entre outros

4 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>