Últimos artigos

As tendências para o empreendedorismo no setor alimentício

Diversos fatores têm impactado enormemente na demanda e hábitos alimentares dos brasileiros: o aumento do consumo entre as classes C, D e E,  os programas sociais, a maior participação da mulher no mercado de trabalho, a melhor inserção do país no cenário mundial e a aceleração dos processos de comunicação e de comércio são os fatores mais marcantes.

Esse aumento da capacidade de consumo (e que faz, naturalmente, render ótimos lucros) de uma grande parcela da população de baixa renda, tem aumentado também à qualidade nutricional dos produtos destinados a mesma. Esse acontecimento anda alterando toda a indústria de alimentos e de bebidas, visto que existe grande procura tanto em quantidade quanto em variedade e qualidade.

A produção de alimentos permite ao país uma colocação invejável no cenário mundial, sendo sob todos os aspectos, um setor estratégico. Quem aposta no ramo de alimentação fora de casa sabe que é um mercado em expansão. Para quem está pensando em investir no ramo, existem hoje cinco grandes tendências da alimentação, que podem ajudar os empreendedores do setor de alimentos a armar uma estratégia certeira, seja usando algumas delas em específico, ou mesclando-as. As tendências do setor alimentício, resumidamente são:

Sensações e prazer – sinônimo de nova experiência, de curiosidade. O consumidor valoriza cada vez mais a experiência gastronômica. Busca novos restaurantes ou simplesmente novos itens no cardápio. Tem prazer em preparar o alimento, compartilhar com a família e os amigos. Essa tendência dissemina as receitas regionais e os produtos étnicos, cria o interesse pela harmonização de alimentos e bebidas, novas texturas e sabores. Valoriza a socialização em torno da alimentação, tornando os produtos alimentícios um importante elo entre as pessoas, dentro e fora dos lares. Ao longo do tempo fomos transformando o ato de comer em algo muito mais significativo que a mera satisfação de uma necessidade. Por isso comer se tornou prazer e hoje é considerada uma das mais ricas experiências sensoriais que podemos ter, além de mexer com nossas emoções (conforto, satisfação, culpa…). Ampliam-se as possibilidades para os empreendedores por meio do oferecimento de novos produtos e serviços diferentes, podendo apostar na inovação.

Tendências: Por onde começar?

Tendências: Por onde começar?

Saúde e bem-estar – é o movimento saudável, pessoas que se preocupam com a melhoria e manutenção da saúde, procurando prevenção e pensando no futuro. Aliado à maior preocupação dos consumidores com a nutrição, o consumo de produtos funcionais tem formado diferentes nichos de mercado, como, por exemplo, os produtos benéficos ao desempenho físico e mental, para a saúde cardiovascular, saúde gastrointestinal, para melhorar o estado de ânimo (energéticos) e para relaxar, entre outros. Também está associada a essa tendência a procura por produtos com propriedades cosméticas, mercado considerado bastante promissor. As principais prioridades das empresas incluem os esforços contínuos para atender as diretrizes para a redução de gordura, sal e açúcar, bem como a promoção ativa dos benefícios para a saúde nos produtos. Investimento certo em produtos light, diet, sem glúten, funcionais, energéticos, orgânicos, naturais, etc.

Praticidade e Conveniência - nosso estilo de vida atarefado e caótico simplesmente não permitirá elaborar refeições caseiras durante a semana de trabalho. São as exigências da vida moderna, a pressa, a necessidade de agilidade, são as novas famílias, necessidade de produtos adequados para comer em trânsito ou em diferentes lugares e situações. A expressão-chave é poupar tempo e esforço. Entretanto, essas tendências convergem com as necessidades de saudabilidade e bem-estar, resultando no aumento da demanda de alimentos convenientes, tais como bebidas à base de frutas, snacks de vegetais, iogurtes etc. O empreendedor deve investir em refeições prontas, congelados, de preparo facilitado; pequenas porções, ingredientes lavados e embalados; e até mesmo entrega de alimentos na residência ou no trabalho.

Confiança e qualidade – os consumidores mais conscientes e informados tendem a demandar produtos seguros e de qualidade atestada, valorizando a garantia de origem e os selos de qualidade, obtidos a partir de boas práticas de fabricação e controle de riscos. É a segurança que o cliente precisa sentir sobre todo o processo do alimento; qual o impacto ambiental que causa; as boas práticas de fabricação. Aqui também entra o valor de marca, a relação de confiança no produto. O empreendedor do setor alimentício deve investir nos processos seguros de produção e distribuição, rótulos informativos, selos de qualidade, embalagens ativas e inteligentes, padronização dos produtos e serviços.

Sustentabilidade e ética – é a demanda por produtos e serviços que tenham envolvimento socioambiental. São os consumidores preocupados com o meio ambiente e também interessados na possibilidade de contribuir para causas sociais ou auxiliar pequenas comunidades agrícolas por meio da compra de produtos alimentícios. São aqueles produtos com baixo impacto ambiental, associados ao bem-estar animal, que apoiam causas sociais ou comunidades desfavorecidas. Aposte em rotulagem com informações ambientais, recicláveis e recicladas. O empreendedor deve pensar na utilização de fontes renováveis, em produtos sustentáveis e no gerenciamento de resíduos e emissões.

 

Essas tendências se influenciam mutuamente, sendo assim, cabe aos empreendedores desse setor, examinar como elas afetam o seu negócio e como podem utilizar essas tendências criando mais oportunidades.

Este pode ser o empreendedor que está em todos nós. Pode ser eu, você, ou muitos de nós. O espírito empreendedor permeia a todos que desejam transformar a sua realidade, aplicando a inovação. Quer escrever anonimamente no EmpreendedorX? Envie email para oempreendedor@empreendedorx.com.br

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>