Últimos artigos

AIESEC, programas de intercambio e entrevista

 

Você gostaria de entender melhor como funciona os programas de intercambio da AIESEC? Veja agora a entrevista de Alexandre Monteiro,que foi diretor de projetos da organização, na entrevista exclusiva concedida ao portal de educação financeira.

 

Na mesma entrevista, fui convidado(o senhor que vos escreve, Rodrigo Morais) para dar um Embed na entrevista, contando a minha experiência de intercambio pela organização AIESEC, segue parte do conteúdo:

 

Estive interessado, pelo menos desde os 15 anos de idade, a fazer uma viagem internacional. Talvez por aquela sensação que o sistema provoca na maioria das pessoas: a grama do vizinho sempre é mais verde. Cheio de conceitos, muitas vezes diminutivos, pensava que o meu país poderia estar atrasado em vários aspectos em relação à comunidade européia e isso me estimulava a conhecer novos horizontes, sempre em busca de aprimoramento pessoal. Eu estava certo… em partes. Nosso país, claro, possui diversos pontos negativos que precisam ser solucionados, em suas diversas esféricas: políticas, sociais e econômicas. Mas há claros e incisivos pontos que identifiquei que estamos em vantagem em relação a outros países, inclusive alguns da Europa.

Não foi a primeira vez que me uni a uma organização internacional. Eu tive uma experiência na Ordem Demolay, uma organização Paramaçonica que visa identificar e nutrir aspectos essenciais ao caráter humano, focado no desenvolvimento pessoal de jovens adolescentes de 12 a 21 anos. Claro que o conceito dessa organização é mais íntimo, pessoal e cheio de mistérios, bem diferente da AIESEC.

A minha primeira experiência de viagem internacional se deu através da AIESEC, conforme bem explicado por Alexandre Monteiro na vídeo-entrevista da Arata Academy, que é uma organização que procura agregar pessoas de todo o mundo, estimulando projetos com a finalidade de produzir impacto social.

Sempre senti, desde o primeiro momento, que a AIESEC quer mostrar ao mundo, que se você verdadeiramente se relacionar com um outro povo, estar na casa dele, realizando obras sociais e enfrentando dificuldades, dificilmente o enxergará como um inimigo. Me identifiquei imediatamente com essa ideologia e fui atrás do processo seletivo. Passei por duas entrevistas, conheci estrangeiros no escritório da organização e tudo foi novo e diferente…

 

Agradecemos a oportunidade por mostrar um pouco do impacto social realizado pela AIESEC. O que vocês acharam da entrevista e dos programas da AIESEC?

Blogueiro, entusiasta do marketing digital e apaixonado por Psicologia. Quer compreender o verdadeiro significado da expressão "Viver em excelência". Sua meta é viver com qualidade ajudando várias pessoas. E claro, ganhando dinheiro com isso. Confira meu perfil Google+.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>