Últimos artigos

Entrevista com Florian Otto, CEO do Groupon Brasil

 

Trazemos para vocês com exclusividade uma entrevista com o CEO do Groupon Brasil, Florian Otto, que nos deu sua opinião sobre diversos temas concernentes aos sites de compras coletivas no Brasil.

Seguindo a nossa linha de entrevistas, já passaram por aqui os Irmãos Makaha, criadores do sistema de levantamento de fundos para Startups do Brasil, Fernando Augusto, criador do programa “Renda Agora”, Alexandre Tadeu da Costa, presidente da Cacau Show, considerada a maior franquia brasileira e com faturamento em 2010 de R$400 milhões de reais e com o renomado criador do livro “Pai Rico, Pai Pobre”, Robert Kiyosaki, que nos concedeu sua opinião sobre eventos como a copa do mundo e olimpíadas.

 

Desta vez, trouxemos alguem de muito peso no universo do mercado digital. Florian Otto nasceu em Bremen, Alemanha, e tem 31 anos. Em 2006, concluiu o curso de medicina pela Universidade Albert-Ludwigs, em Freiburg, Alemanha. No mesmo ano, o profissional tornou-se PhD nessa profissão pela mesma universidade e iniciou os estudos em Odontologia, também na Albert-Ludwigs. Em 2008, conquistou o título de dentista e também PhD nessa especialidade pela mesma instituição. Exerceu a medicina com apelo social, nos departamentos de Cirurgia Buco Maxilar, em outros países, dentre eles o Brasil, com passagens por Salvador, Curitiba e Belo Horizonte.

 

Em suas experiências em hospitais na Alemanha, Florian Otto teve a oportunidade de participar de um projeto da consultoria McKinsey, o qual o despertou no profissional a ideia de seguir para o mundo dos negócios. Foi quando recebeu o convite da mesma empresa para trabalhar em sua operação brasileira, no Rio de Janeiro, onde ficou por dois anos. Hoje ele comanda o Groupon Brasil, considerado o maior site de compras coletivas do País e do mundo.

 

Confira agora, na íntegra, a nossa entrevista com um dos grandes do webmarket Brasileiro.

Rodrigo Morais

 

EmpreendedorX -Você poderia descrever para nós como foi seu envolvimento com o Groupon? Quando você decidiu que investir em um sistema de cupons como o Groupon seria rentável? Pois você tem uma história interessante: é dentista e PhD em odontologia. Isto nos causa muita curiosidade sobre como as coisas chegaram ao ponto de se envolver neste negócio.


Florian Otto
De fato, minha formação é na área de saúde como médico e dentista. Minha entrada no mundo dos negócios está diretamente ligada a isso porque eu trabalhava em um hospital na Alemanha, que é meu país de origem, com o qual a consultoria McKinsey desenvolveu um projeto. Comecei a atuar neste projeto e fui convidado pela McKinsey para trabalhar em seu escritório no Rio, para onde vim em 2008.

 

 

Meu envolvimento com o Groupon, mais especificamente, aconteceu porque eu queria seguir no mundo dos negócios e gosto muito de empreender. Eu conhecia um investidor ligado ao City Deal, que foi uma empresa comprada pelo Groupon na Alemanha para ser um dos braços do negócio na Europa, e ele tinha interesse em trazer o Groupon para o Brasil. Então me tornei sócio e fundei a unidade da empresa aqui no País no ano passado. Realmente, acho desafiador criar um novo negócio, ainda mais este que é muito inovador e inédito, e gosto muito disso, bem como de ver um empreendimento ganhar força e crescer.

 

EmpreendedorX - Conte como foi seu envolvimento com o Brasil antes do Groupon, durante o período em que atuou como médico por terras tupiniquins.

 

Florian Otto -  Eu já havia trabalhado no Brasil antes de vir para cá para abrir a filial do Groupon no país. Sou formado em medicina e odontologia e exerci essa profissão por alguns meses no Brasil como parte de minha residência. Trabalhei em hospitais em Curitiba, Belo Horizonte e Salvador.

Depois disso, voltei para a Alemanha para trabalhar em um hospital de lá com o qual a consultoria McKinsey desenvolveu um projeto. Passei a atuar neste projeto conjunto e, mais tarde, a McKinsey me convidou para trabalhar em suas operações aqui no Brasil, em uma unidade que fica no Rio de Janeiro. Aceitei o convite porque queria seguir no mundo dos negócios e já conhecia e gostava do Brasil. Trabalhei no Rio por dois anos.

 

EmpreendedorX - O fenômeno dos sites de cupons com descontos nasceu no Brasil no início de 2010, mas foi especialmente no segundo semestre do mesmo ano que se tornou definitivamente popular. O Groupon fazia ideia do potencial do mercado brasileiro e o que o negócio poderia se tornar no país?

 

 

Florian OttoSim. O Brasil hoje está com uma situação econômica muito favorável e, por isso, o consumo em diversos setores cresceu significativamente. Isso quer dizer que a população está com um poder aquisitivo maior do que em anos anteriores, podem e querem consumir. No entanto, isso não significa que os consumidores abririam mão de boas oportunidades. Pelo contrário, elas continuam entre as mais buscadas e são considerados nessa avaliação preços mais baixos e ofertas mais atraentes, entre outros fatores. Esses dois aspectos são fundamentais para o mercado de compras coletivas. Em síntese, acreditávamos no potencial do mercado brasileiro não apenas pelo maior poder de consumo das pessoas, mas porque sabíamos que iríamos oferecer aos brasileiros possibilidades com um perfil que é interessante para os nossos clientes.

 

EmpreendedorX - Quais são os dados do segundo semestre de 2010 de números de usuários, comparados com o inicio do segundo semestre de 2011? Quais são os planos futuros do Groupon frente a captação de novos usuários, mediante o confronto com sites concorrentes? E possíveis parcerias em cidades com população inferior às capitais?

 

Florian OttoInfelizmente, neste momento, não podemos fornecer informações sobre o desempenho dos negócios do Groupon nem a respeito de projeções e planos para o futuro da empresa.

 

EmpreendedorX - Sendo o CEO do Groupon no Brasil, como você analisa a aceitação das pessoas frente a este tipo de negócio? Quais seriam os motivos de tamanha popularidade?

 

Florian OttoO mercado de compras coletivas foi muito bem aceito no Brasil. Hoje, ele está em fase de maturação e está-se definindo quais empresas permanecerão no segmento e quais não vão continuar em atividade, mas o boom inicial é um bom indício de como esse tipo de negócio foi bem recebido. Os motivos para isso são diversos. Além de as pessoas estarem com melhor poder aquisitivo hoje e continuarem buscando pelas melhores ofertas em termos de custo e benefício, o mercado de tecnologia no Brasil acompanha a onda positiva da economia e também cresce muito em todas as áreas. Hoje, faz muito sentido investir em tecnologia no Brasil, ele é central nesse momento de desenvolvimento tão acentuado. Outro fator que contribui para a sua popularidade é que as empresas que podem ser parceiras de sites de compras coletivas entenderam como esse canal pode agregar valor e mais visibilidade ao seu negócio, o que tem impacto positivo direto em seus resultados. Por isso, também há o interesse delas em participar desse segmento.

 

EmpreendedorX - Uma pergunta um pouco mais pessoal: O que você gosta de fazer nas horas vagas? Quais seriam suas atividades informais?

 

Florian Otto -  Gosto muito de viajar, especialmente para a praia, costumo fazer isso nos finais de semana em que tenho tempo. Também gosto bastante de surfar e velejar. No entanto, não viajo apenas para a praia, aprecio ir para outros lugares interessantes também. Sair para jantar é outro programa que gosto de fazer.


EmpreendedorX - Você realiza investimentos fora dos nichos de mercado do Groupon? Se pudesse recomendar um investimento para nossos leitores, qual seria?

 

Florian Otto -  Eu sou investidor do Kekanto, um site de guia e avaliações online. Gosto da ideia de que todo mundo pode contar como foi a sua experiência em qualquer local e direcionar, assim, as pessoas para o melhor lugar.

Eu acredito muito no mercado do internet no Brasil. Ao investir é importante saber que o time tem experiência e tem um alto nível. Um bom time consegue reverter um modelo de negócio medíocre em um modelo de alto sucesso.

 

EmpreendedorX – Agradecemos a entrevista e desejamos um excelente final de ano para a rede Groupon e seus associados pelo mundo! Deixe um comentário para nossos leitores, pode ser uma frase ou um parágrafo de um livro que realmente gosta.

 

Florian Otto -  `Make every detail perfect and limit the number of details to perfect` – Jack Dorsey, co-fundador do Twitter

Sobre Rodrigo Morais

Blogueiro, entusiasta do marketing digital e apaixonado por Psicologia. Quer compreender o verdadeiro significado da expressão "Viver em excelência". Sua meta é viver com qualidade ajudando várias pessoas. E claro, ganhando dinheiro com isso. Confira meu perfil Google+.

3 comentários

  1. Vários processos na justiça e procon! Compras não entregues, telefonemas não atendidos, emails não respondidos.Vários calotes no merfcado. Procurem na net que verão que calorteiros são eles

  2. Fui roubada pelo Groupon em 1600 reais. Comprei 10 kits de luminarias led em 22/07/2012 que nao foram entregues, me deram um numero de sedex que nao existe para que eu pudesse rastrear a encomenda e um numero de contato com a empresa Solutio Importacao que nunca atende (0XX 21 3079 5776). Como uma empresa tao desonesta PODE sobreviver no mercado???? Sera que eles nao veem que os processos vao acabar com o Groupon, que cada cliente lesado tem um circulo enorme de amigos, conhece imprensa, vai nao so entrar na justica como botar a boca no trombone???? Como eles imaginam sobreviver vigarizando os outros???????

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>