Últimos artigos

Entrevista exclusiva com o presidente da Cacau Show

A Cacau Show surgiu no começo da Páscoa de 1988. Alexandre Tadeu da Costa, aos 17 anos, resolveu revender chocolates e logo conseguiu uma encomenda de 2 mil ovos de 50 gramas. Sua maior surpresa ao chegar com o pedido na fábrica foi que não havia possibilidade de produzir ovos com esse peso.

Para honrar o compromisso assumido, resolveu produzir os ovos por conta própria, comprou a matéria-prima e contratou uma senhora que fazia chocolate caseiro. Após três dias, com jornadas de trabalho de 18 horas, o pedido foi entregue.

O lucro dessa primeira encomenda, aproximadamente US$ 500, foi o capital inicial para Costa criar a Cacau Show. Na época, o empreendimento se estabeleceu em uma sala na empresa dos pais do fundador, no bairro da Casa Verde. Porém, logo depois passou a pagar aluguel pelo espaço. Costa se orgulha em dizer que, durante toda a história da empresa, em nenhum momento, contou com capital externo ou empréstimos bancários.

Alexandre Tadeu da Costa - Cacau Show

Alexandre Tadeu da Costa – Cacau Show

Em entrevista exclusiva para nossa Revista Digital, Alexandre nos conta sobre seus projetos e a sua própria história, que se mistura diretamente com a do império da Cacau Show. Atualmente a empresa conta no Brasil com exatos 1.040 franqueados que em 2010 faturaram mais de R$400 milhões de reais. Qual seria o segredo de seu sucesso? Como seria o convivio e a liderança de mais de 1.000 franqueados? A empresa possui pretenções futuras?

Veja agora, na íntegra, essas e mais outras perguntas respondidas pelo homem considerado o empreendedor do ano(2011) e presidente da maior rede do setor alimentício do Brasil.

Rodrigo Morais

EmpreendedorX: Olá Alexandre! É um prazer para nós do EmpreendedorX realizarmos essa entrevista contigo! Você iniciou sua jornada empresarial muito cedo, com apenas 17 anos. Essa idéia simplesmente aflorou ou você sentia que tinha esse espírito empreendedor? Como você detectou a possibilidade de trabalhar no setor alimentício?

Alexandre: Sempre fui rodeado por mulheres, logo, a paixão pela culinária é quase inato (risos). Quando comecei com a Cacau Show, marca que havia sido descontinuada pela minha mãe, via ali um meio de conseguir provar a todos que poderia ser independente e conquistar com meu trabalho as coisas que um jovem de 17 anos deseja. A paixão pelo chocolate sempre foi presente em minha vida, já ‘ser’ um empreendedor, acredito que é a junção de uma pessoa possuir um dom, um espírito empreendedor, desafiador com o aprendizado adquirido ao longo dos anos. Comigo não foi diferente. Por isso, deixei de fazer muitas coisas por acreditar em um sonho maior, hoje chamado Cacau Show.

EmpreendedorX: Em 1994 quando você conheceu e contratou seu mestre chocolateiro Nicanor, ele tinha 60 anos, com bastante experiência. O que você pode dizer a novos empresários sobre conviver e contratar pessoas mais experientes para que possam contribuir com o empreendimento? Essa voz experiente ajudou a você de alguma forma efetiva em seu negócio?

AlexandreEssa é uma das grandes características da Cacau Show. Acreditamos, de forma democrática, nas pessoas e no potencial que cada um tem para oferecer, independente de classes sociais, idades ou crenças. Um exemplo disso é que nas nossas fábricas contratamos muitas pessoas com mais experiência de vida, pois são mais dedicadas e comprometidas com o trabalho. A garotada ainda está em fase de descobertas e muitas vezes são menos estáveis, mas sempre alegram o ambiente junto com os ‘veteranos’ (risos).

EmpreendedorX: O mercado brasileiro, apesar do clima quente e do alto nível dos produtos industrializados, possui um grande mercado em potencial para o produto feito artesanalmente. Os pequenos fabricantes têm o costume de unir bom preço à boa qualidade, adotando uma política realista de mercado, pois reduzir a margem de lucro consequentemente incentiva o aumento do número de clientes. Qual a posição da Cacau Show com relação à qualidade do produto, ao modo de produção e ao planejamento para conseguir novos clientes?

AlexandreAcreditamos que uma coisa está linearmente ligada à outra. Nossa grande missão é oferecer produtos de qualidade, elaborados artesanalmente, e com preços acessíveis, tornado o consumo do chocolate um hábito na vida das pessoas.

EmpreendedorX: Você compartilhou certa vez que tem atividades informais com os funcionários, e que a fabrica é decorada com fotos dos filhos dos mesmos para que eles se sintam ‘’em casa’’. Nós avaliamos essa forma de atuar na empresa como uma gestão empreendedora, dando acesso aos funcionários a oportunidades que a maioria das empresas não fornecem.  Como você avalia essa parceria com seus funcionários?

AlexandreExatamente como uma verdadeira parceria. Trabalhamos com um produto delicioso, que leva alegrias às pessoas, e por que não nessas pessoas não englobariam nossos funcionários. Procuramos fazer da Cacau Show um lugar agradável e sustentável para se trabalhar. Hoje são mais de 1.000 funcionários e seria impossível lembrar o nome de todos, por isso, me reúno uma vez por mês com os aniversariantes, a fim de passar uma tarde agradável onde tocamos violão, conversamos e, claro, comemos chocolate (risos).

Alexandre Tadeu da Cacau Show: Empreendedor do ano 2011

Alexandre Tadeu da Cacau Show: Empreendedor do ano 2011

EmpreendedorX: Você tinha uma meta de atingir 1000 franquias da sua marca em 2010. Felizmente, o objetivo foi conquistado. Gostaríamos de saber quais são as novas metas da Cacau Show através da perspectiva de crescimento no segundo semestre de 2011 e inicio de 2012.

AlexandrePara o final de 2011 a meta é alcançar 1.200 lojas.

EmpreendedorX: Você poderia compartilhar com os leitores do EmpreendedorX quais são as atividades informais que você gosta? O que você gosta de fazer nas horas vagas?

AlexandrePrimeiramente curtir minha família, tocar violão e cozinhar, uma paixão que vem crescendo muito.

EmpreendedorX:  Alexandre, como é a experiência de liderar uma equipe de franqueados de mais de 1000 unidades? Como é o processo de gestão da marca e o relacionamento com os franqueados? E, além disso, como é possível alguém começar a investir em uma franquia da Cacau Show?

AlexandreÉ sempre um desafio contar com mais de 1.000 parceiros, pois são empresários que vieram de diferentes áreas e têm raciocínios distintos, mas, para isso, conto com uma equipe competente que sempre busca melhorias e inovações para o negócio, beneficiando a todos. Além disso, mantemos encontros periódicos com representantes de todo o País, onde são discutidos assuntos pertinentes para ambas as partes. Todos os possíveis franqueados da Cacau Show passam por uma avaliação, onde é verificado a disponibilidade de dedicação do empreendedor ao negócio (achamos fundamental a presença dele na loja), suas expectativas referentes o negócio e, claro, seu potencial empreendedor.

EmpreendedorX:  A equipe do EmpreendedorX agradece pela entrevista, Alexandre. Sua história é bastante motivadora e, certamente, funciona como incentivo para novos empreendedores. Poderia deixar uma mensagem aos leitores de nossa revista digital?

AlexandreQuando sabemos com clareza aonde queremos chegar, fica bem mais fácil focar no que é de fato importante. Estabelecer metas arrojadas e associá-las a prazos é fundamental para o crescimento. Nesse caminho, ninguém está livre de encontrar obstáculos. Pense neles como um tempero que ressalta o sabor das conquistas.

Blogueiro, entusiasta do marketing digital e apaixonado por Psicologia. Quer compreender o verdadeiro significado da expressão "Viver em excelência". Sua meta é viver com qualidade ajudando várias pessoas. E claro, ganhando dinheiro com isso. Confira meu perfil Google+.

2 comentários

  1. Gostei muito da entrevista, mas faltou uma edição da pagina um pouco melhor. Autor embaixo do título…. e qual a data disso? Sei que foi depois de 2011, mas preciso referenciar com algo preciso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>