Últimos artigos

Não há tempo para se acomodar

 

Um amigo conversava sobre zona de conforto. Ela é boa ou ruim? Você está na zona de conforto? Leia agora sobre a acomodação: ela só pode fazer mal a você.

 

Há de se analisar primeiro o que é a zona de conforto – e foi à resposta que dei a este amigo. Zona de conforto se refere a qualquer estágio pelo qual estamos passando que se encontra em total conformidade e inexistência de mudança. Como seres humanos, vivemos em vários aspectos diferentes (social, financeiro e pessoal), cada um deles, possui uma zona de conforto. É ai que devemos analisar o que de fato é ruim e o que não é tentando preservar aquilo que é bom e descartar o que é mal.

 

Não há tempo para se acomodar. Tenho pensado nisso os últimos dias. Estive em Ilhéus-BA, para resolver projetos e claro, curtir um pouco da praia e do sol. Vários lugares paradisíacos, como por exemplo, uma cidade satélite por perto chamada Itacaré. Lá eu acompanhei algo interessante e que resolvi compartilhar com vocês. Enquanto estava a beira mar, vários vendedores ambulantes passavam por mim e apresentavam os seus produtos a mesa. Por alguns momentos, essa atividade se tornava um pouco desconfortável, porque alguns deles infelizmente eram inconvenientes pela perspectiva da insistência. Mas eu analisei algo de bom neste contexto. Enquanto tinha gente na praia bebendo água de coco, tinha gente trabalhando e tentando facilitar a vida daquelas pessoas.

 

São pessoas que tiraram a máscara da vergonha social e estiveram dispostas a abordar clientes e vender seus produtos. É preciso uma dose de vontade, de disciplina e coragem para se desafiar ao tomar tal atitude. Conversando com ribeirinhos e vendo aquelas florestas enormes, com várias árvores frutíferas, indaguei: “Tem alguém aqui que vende as frutas na praia?”. Um respondeu: “Não, nós temos vergonha…”. Infelizmente, essa realidade é bem comum e não é exclusiva de um pequeno grupo de Ilhéus. As pessoas têm vergonha da opinião pública e se limitam a viver acomodadas em uma realidade que provavelmente, nunca mudará. Essa acomodação, esse mal estar que acompanha a sociedade é a causa de tanto atraso.

 

 

Mas felizmente, ainda existem pessoas que se esforçam. Vi gente vendendo frutas de todas as formas (pinhas, mangas, uvas, cacau, etc.), frutos do mar e os mais diversos produtos. O que mais me tocou foi um homem visitando de casa em casa, oferecendo tecidos e redes para deitar ao relento. Carregando nas costas e um pouco suado, mas recebendo o que merece por tanto esforço. Comprei uma rede dele e não surpreso, vi que ele tirou do bolso um maço de dinheiro. E com aquela humildade sublime ele foi embora, deixando valor através de seu produto e respeito e admiração em seu cliente. E acho que devemos atuar da mesma forma, temos que colocar a rede nas costas e ir à busca dos clientes. Ir em busca do nosso futuro.

 

Não há tempo para se acomodar. Há tempo para criar e ser disciplinado, ter perseverança e atitude. E isso eu vi e aprendi com essas pessoas, que me trouxeram conforto em um lugar que eu pensei que não poderia estar mais confortável.

 

[youtube]Th2NT1xvPO8[/youtube]

(Para quem não conhece Ilhéus, uma boa dica para fazer turismo)

 

A partir desta experiência que vivi, seria um prazer poder compartilhar de maneira positiva o meu crescimento as pessoas que acompanham o nosso trabalho. A cada dia que vejo empreendedorismo, desde os revolucionários métodos de geração de renda online ao mais simples vendedor ambulante da água de coco, fico satisfeito, pois o mundo está cheio de pessoas com sede de trabalho e inovação.

 

Portanto, a pergunta que você deve fazer a si mesmo: “Aonde é que se encontram as zonas de conforto que me acomodam?”. Sempre tenha em foco reconhecer aqueles velhos hábitos que são difíceis de excluir, mas que com determinação será possível sim, superá-los. E acho que o verdadeiro impacto social é causado da forma mais simples, como essas pessoas fantásticas que conheci, em um sol de 40 graus, vendendo os mais diversos produtos para clientes que estavam apenas relaxando na praia.

 

Não há tempo para se acomodar. Procure de todas as formas desenvolverem novos negócios, através da análise das diversas necessidades que a sociedade tem. Veja os seus concorrentes, melhore o seu preço em seus produtos ou serviços, de forma a impactar o seu cliente e potencialmente o seu negócio. Sempre é possível e necessário pesquisar o mercado. Tenho certeza que é possível encontrar um belo trabalho dentro de sua realidade. Alguns podem estar passando por dificuldades, mas os momentos de risco podem ser os mais criativos.

 

É maravilhoso poder refletir sobre isso ouvindo o barulho do mar e tomando uma água de coco :)

Sobre Rodrigo Morais

Blogueiro, entusiasta do marketing digital e apaixonado por Psicologia. Quer compreender o verdadeiro significado da expressão "Viver em excelência". Sua meta é viver com qualidade ajudando várias pessoas. E claro, ganhando dinheiro com isso. Confira meu perfil Google+.

5 comentários

  1. Jose Carlos Marques

    Parabéns pelo novo design do site.Agora ele ficou muito melhor de ser visualizado,a cor preta de antes atrapalhava a leitura e dificultava assimilar o conteúdo.

    • Oi Jose,

      Obrigado pelo seu comentário! Ouvimos muita gente dizer a mesma coisa e pensando em todos, para facilitar todo o processo. Trocamos o layout.

      Abraços!

  2. Rodrigo, adorei seu texto! Também estive em Ilhéus e acredite, não prestei atenção nesse pequeno e tão valioso detalhe. Andava preocupada por estar sempre me acomodando e seu texto me ajudou muito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>