Últimos artigos

Os e-books como estratégia de marketing para seu negócio

Pela praticidade, os e-books aparecem cada vez mais, e nos mais variados segmentos, e são geralmente compartilhados em formato PDF, EPUB ou disponibilizado para o Kindle. Geralmente, ele pode ser baixado gratuitamente na internet – ou disponibilizado para download após a confirmação de um pagamento.

Se uma pessoa baixou determinado material, é porque ela se interessa sobre o assunto e pode ser um cliente potencial para adquirir algum produto ou serviço relacionado. Por isso é tão importante produzir um material que ofereça um conteúdo de valor, que de fato agregue algo positivo. A estratégia por trás de um e-book, é criar um relacionamento.

O e-book é um material diferente das tradicionais postagens em blogs: ele é mais denso, aprofundado e apresenta uma sequência lógica bem definida.

Veja neste artigo porque os e-books são ótimas estratégias de marketing, e também como criar um para o seu negócio. Vamos lá?

81_ebooks2

Pra começar, 3 motivos para investir

1 – Interatividade – Os livros digitais são interativos e apresentam diversas possibilidades de recursos para atrair os leitores, como conteúdos multimídia, arquivos de áudio e vídeo, links e infográficos.

Além disso, eles nunca ficam ultrapassados, podendo ter suas informações atualizadas de maneira simples, sempre que for preciso.

2 – Engajamento – Livros digitais bem produzidos e com bom conteúdo tendem a gerar um efeito viral, já que são facilmente compartilháveis.

Quando você investe em conhecimentos úteis à vida das pessoas, há muito mais chances de que elas queiram passa-los para frente do que quando você investe apenas em propaganda. E o melhor: elas fazem isso de maneira voluntária.

3 – Demanda – Quando o tema é bem trabalhado, o livro digital aponta ao consumidor seus possíveis problemas, gerando uma necessidade de solução. Assim, é despertado no leitor um sentimento de urgência em contratar uma empresa que resolva o seu caso – e, neste momento, nada melhor do que a sua, que já demonstrou ter conhecimento sobre o assunto.

Benefícios de investir em um e-book

Os e-books têm ajudado muitas empresas a conquistarem posições de referência no mercado, uma vez que ensina o potencial cliente e vira fonte de consulta sobre o tema. Expor o seu conhecimento, mostrar o quanto é familiar ao problema do seu cliente e que sabe como resolver garante sua entrada no grupo de pessoas/empresas que ele considera experts e autoridades no assunto.

Por ser um material mais rico, o público não se importa de deixar os dados em um formulário em troca da oferta. Isso te dá a possibilidade de gerar Leads: construir uma lista de pessoas que está interessada no tema de negócio da sua empresa e deu informações para que você eventualmente entre em contato com elas.

Por ser valioso e atrativo, um e-book tende a gerar um efeito viral: muitas pessoas compartilham em mídias sociais ou indicam links em seus sites e blogs, práticas que também ajudam o material a ficar bem posicionado no Google.  Por isso, além de gerar leads, os e-

Dicas valiosas para elaborar estratégias com os e-books

  • Aproveite o que sua empresa já tem: É muito comum encontrarmos empresas que já deram palestras ou têm algum tipo de material informativo em seu tema de mercado. Para quem tem um blog, o arquivo de posts também pode ser útil. Se sua empresa já tem esse tipo de conteúdo, é um ótimo ponto de partida e não há porque reinventar a roda buscando algo muito diferente.
  • Apure bem os dados: e-books são materiais que podem ser baixados e usados como consulta, então suas informações devem ser precisas para que o leitor considere uma referência no tema e dissemine o conteúdo.
  • Use uma linguagem leve e direta: ser objetivo e ir direto ao ponto que interessa o leitor é o ideal. O cliente quer informações e soluções rápidas para os seus problemas. Evite os chavões e frases de efeito.
  • Deixe a aparência atrativa: um material bem diagramado, com ilustrações, gráficos e exemplos práticos costuma se destacar muito.
  • Escolha bem o título e crie uma Landing Page atraente: o título é a porta de entrada do público e geralmente é isso que aparece no assunto de e-mail ou posts em mídias sociais em que o material é indicado. Pense em títulos irresistíveis!
  • Planeje a divulgação do material: após a publicação do e-book há algumas ações interessantes para divulgação: postar nas redes sociais, enviar um e-mail para a sua base, montar uma campanha no Adwords, promover no Facebook e conseguir links de outros sites. Comece pelo básico: peça para a sua equipe curtir e divulgar em suas redes para dar o pontapé inicial.

Obtenção de dados importantes pelos e-books

Com programas de CRM (Gestão de Relacionamento com o Cliente) é possível monitorar as atividades dos usuários, inclusive quais e quantos e-books foram baixados. Essas informações podem ser úteis para saber o nível de interesse e de necessidade que o seu potencial cliente tem. Dessa forma, você desenvolve um score (estabelecido entre o setor de marketing e de vendas) e, quando atingido o percentual, encaminha para o time de vendas entrar em contato.

Análise de cliques

Se você já baixou um e-book mediante o cadastro de seu nome e e-mail em algum formulário, saiba que essa é uma estratégia adotada para que o produtor do e-book possa capturar alguns dados, como nome e o e-mail, ou até mesmo outras informações de interessados no conteúdo. Caso seu e-book contenha links externos para o seu site, é muito importante que você mensure os cliques provenientes dele, através de um encurtador de URL, ou dos parâmetros UTM do Google Analytics.

Ferramentas para criar seu e-book

Reunimos algumas ferramentas gratuitas semelhantes a que ela usou para você criar seu próprio e-book com a turma. Veja aí:

1. Livros Digitais – www.livrosdigitais.org.br (em português)

A plataforma gratuita desenvolvida no Instituto Paramitas, em português, é inteiramente online, ou seja, não é necessário baixar e instalar um programa em seu computador, apenas fazer um cadastro para ter acesso à área de criação e publicação. Com uma interface intuitiva, é possível escolher capa, fundo e layout da página a partir de modelos prontos. Você pode publicar o arquivo na web (a obra fica disponível em um endereço online para compartilhar com quem quiser), salvar em HTML (para utilizar um servidor próprio) ou ainda no formato .pdf (para impressão e compartilhamento via email, por exemplo).

2. Papyrus – http://papyruseditor.com/pt/ (em português)

A ferramenta também é inteiramente online, disponível em português e fácil de usar. Basta um cadastro para iniciar a criação dos e-books. É possível escolher um estilo partir de uma lista de modelos de capa e tipos de fonte pré-definidos e personalizá-lo de acordo com suas necessidades. Também dá para inserir imagens e links, além de texto, claro. Há uma funcionalidade para importar textos e imagens a partir de uma URL, o que permite, entre outras coisas, transformar um blog em livro. Ao clicar em “publicar”, a obra fica disponível em uma URL que pode ser compartilhada com qualquer pessoa. Além disso, a plataforma oferece diferentes formas de disponibilizar o material para download nos formatos .pdf, .epub e kindle: gratuitamente, com pagamento social (ou seja, é preciso compartilhar um post de divulgação nas redes sociais para ter acesso ao download) ou em dinheiro (disponível apenas para assinantes do plano profissional).

3. My ebook maker – www.myebookmaker.com (em inglês)

É uma ferramenta online e gratuita para criação de e-books no formato .epub. Após o cadastro, o usuário começa fazendo a capa (com título, autor e uma imagem, se quiser) e depois produz cada capítulo em uma página diferente, que possui um jeitão parecido com o Word. Diferente das outros sites semelhantes, a obra não fica disponível online e deve ser baixada para compartilhamento. O único formato possível para download é o .epub, considerado formato “universal” dos leitores de livros digitais.

4. Book Builder – http://bookbuilder.cast.org/ (em inglês)

Disponível em várias línguas, incluindo o português de Portugal, ele é voltado especificamente para professores e possui diferentes recursos pedagógicos, inclusive para alunos com deficiência. Apesar de ter um visual um pouco mais antigo e ser meio lento, a plataforma é intuitiva e tem funcionalidades interativas: todo livro pode ter um glossário atrelado a ele; o conteúdo pode ser composto por textos, imagens, áudios e links; um recurso de áudio permite que todo o texto possa ser “lido em voz alta” a partir de um clique; e ainda é possível incluir os chamados “assistentes”: são diferentes personagens com a função de apoiar o leitor. O professor define um nome, uma figura e uma voz (masculina ou feminina) e atribui um texto para ele em cada página do livro. Quando o leitor clica no assistente, o texto escrito é enunciado pela voz escolhida. As obras criadas ficam disponíveis para leitura online, download e impressão, e o professor pode optar por publicá-las na Biblioteca Pública, um banco de dados acessível a todos.

81_ebooks1

Resumo para finalizar

Você viu nesse artigo que:

1) Os e-books são interativos e apresentam diversas possibilidades de recursos para atrair os leitores, como conteúdos multimídia, arquivos de áudio e vídeo, links e infográficos;

2) Livros digitais bem produzidos e com bom conteúdo tendem a gerar um efeito viral, já que são facilmente compartilháveis;

3) Os e-books têm ajudado muitas empresas a conquistarem posições de referência no mercado;

Pintou alguma dúvida? Fale conosco através dos comentários! Até o próximo artigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>